Notícias
Bobeira no início e derrota nos juniores

Cinco minutos foram o suficiente para mudar toda a história do jogo. Nesse tempo, o Flamengo marcou dois gols e abriu uma diferença muito difícil para o Botafogo, na Gávea, pelo Campeonato Carioca de juniores. Mesmo assim, o Fogão reagiu, conseguiu empatar, mas acabou derrotado por 4 a 3. Muita emoção no clássico.

Mesmo sendo uma partida de juniores, a rivalidade não foi deixada de lado em nenhum momento. Tenso, como todos os duelos entre as equipes, no dessa sábado, quem começou melhor foi o rubro-negro, com um gol logo no primeiro minuto, em uma desatenção da zaga alvinegra e outro aos cinco, em um contra-ataque em velocidade.

Recuperado do baque inicial, o Glorioso mostrou força de reação, melhorou a marcação e passou a sair com mais velocidade para o ataque. Em uma bela jogada de Renan pela esquerda, ele cruzou e Vinícius desviou para diminuir.

Com o gol, o time de Luisinho Rangel passou o dominar o meio-de-campo e controlou o jogo durante o primeiro tempo, tendo uma chance clara de empatar o jogo aos 43 do primeiro tempo. Em mais uma jogada de Renan, a bola foi para o meio da área, onde no bate-rebate, a zaga do Fla tirou a bola em cima da linha.

Na segunda etapa, com Miller no lugar de Marquinhos, o Botafogo continuou avançando com qualidade, mas em outro contra-ataque, acabou sofrendo terceiro gol. Mais uma vez, a reação não tardou e no minuto seguinte o zagueiro Gérson aproveitou um cruzamento na área e diminuiu.

Com o ritmo muito forte, o jogo era muito bom, com o Bota buscando o empate a qualquer custo, enquanto os donos da casa seguiam em buscada vitória, aproveitando-se da sua principal arma, os contra-ataques.

Em uma jogada maravilhosa, Miller quase fez um golaço. Ele driblou um marcador e enganou outros dois na entrada da área, ficando na cara do goleiro rubro-negro. O meia tocou com classe, mas a bola raspou a trave direita.

Foi em um desses, aos 32, que Felipe Reis puxou o adversário na entrada da área e recebeu cartão vermelho. Na cobrança, Jéferson fez grande defesa, após um chute no ângulo.

Com um a menos, a equipe dependia da ótima atuação do atacante William. Ele, então, correspondeu às expectativas ao receber um lançamento pela direita e chutar cruzado, após uma jogada individual, para empatar o jogo, na raça.

Em desvantagem numérica, o Botafogo não mudou seu estilo de jogo e seguiu atacando, porém, o Fla passou a pressionar mais. Em uma jogada confusa, a zaga botafoguense bobeou e o adversário acabou desempatando a partida.

No lance seguinte, Weliton quase voltou a empatar o jogo, de cabeça, mas a bola passou por cima do travessão.

O próximo jogo do Botafogo, que continua na quarta colocação, com 13 pontos, o mesmo número do Fla, será contra o líder Tigres, na quarta-feira, às 15h, no Caio Martins.

Botafogo: Jéferson, Felipe Reis, Lucien e Gérson; Geovani, Rodrigo Prata, Felipe (Weliton), Marquinhos (Miller) e Renan; Vinícius (Renan Leite) e William. Técnico: Luizinho Rangel

Infantil e juvenil vencem

Jogando no Louzadão, as equipes infantil e juvenil do Botafogo venceram o Mesquita, por 2 a 0 e 3 a 0, respectivamente.

No infantil, Diego e Andrei marcaram os gols. Já no juvenil, Felipe, irmão do atacante Reinaldo, e João Felipe, duas vezes, deixaram suas marcas na goleada.



Gabriel Branco