Notícias
Bota estréia com vitória por 2 a 1 na Taça GB

Uma estréia difícil, mas com saldo positivo. Em um gramado encharcado e ruim, o Botafogo venceu o Boavista, no estádio Eucyr Resernde, por 2 a 1 e não só viu aparecer a estrela de seu novo camisa 10, Maicosuel, autor dos dois gols, como conseguiu acabar com um tabu de dois anos sem vencer o time de Saquarema. Com o resultado, o alvinegro assume a liderança do grupo B ao lado de Mesquita e Macaé e jogará na próxima quinta-feira, às 18h45, no Estádio Olímpico João Havelange para manter a colocação.


O equilíbrio da partida foi marcante durante todo o tempo. Na primeira etapa, o Botafogo conseguiu criar com os dois laterais, mas esbarrou na falta de entrosamento e na boa defesa do Boavista. O time da casa, por sua vez, era liderado pelo camisa 7, Tony, que com muita habilidade dava trabalho aos zagueiros botafoguenses.

Em um jogo tão disputado, a habilidade e técnica de um jogador sempre aparecem para desequilibrar. E quem se encarregou disso foi Maicosuel. O novo maestro alvinegro, abriu o placar, aos 16 minutos em bela cobrança de falta, no ângulo do goleiro Erivélton. Mas, quando o primeiro tempo parecia que iria terminar com vitória botafoguense, Tony, mais uma vez fez boa jogada e acertou um belo chute no canto de Renan, levando o resultado de empate para o vestiário.

O jogo continuou difícil e equilibrado durante toda a segunda etapa. Logo aos cinco minutos, um lance polêmico. Eduardo cruzou e Alessandro entrou de cabeça, a bola passou pelo lado de fora da rede e entrou. Os jogadores alvinegros comemoraram e o árbitro deu o gol. Depois de muita confusão, o juiz Marcelo de Souza Pinto, anulou corretamente o tento.

Mesmo com a dificuldade do jogo, era o Botafogo quem criava as melhores chances. O tempo foi passando e a partida ficando nervosa. O empate, mesmo injusto, parecia ser o resultado mais provável. Porém, mais uma vez, Maicosuel mostrou que não só tem qualidade como tem estrela. A verdadeira estrela botafoguense, que aos 49 minutos do segundo-tempo, fez, de cabeça, o gol da vitória, que trouxe, já na primeira partida, a euforia e a empatia entre time e torcida.

Botafogo: Renan, Emerson, Leandro Guerreiro e Juninho; Alessandro, Leo Silva (Laio), Lucas Silva (Túlio Souza), Maicosuel e Eduardo (Thiaguinho); Diego e Victor Simões. Técnico: Ney Franco

Boavista: Erivélton, Rogério Rios, Pessanha (Gustavo), Santiago e Hamilton; Thiaguinho, Leandro Cruz, Bruno Moreno e Têti; Tony e Roberto Santos (Felipe Adão)  Técnico: Júlio Marinho

Árbitro: Marcelo de Souza Pinto
Auxiliares: Jackson Lourenço Massara dos Santos e Marcos Antônio Bastos Júnior
Estádio: Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ)
Data: 24/01/2009



Bernardo Peirão