Notícias
Botafogo se reúne com a Farj

O Gerente de Esporte Amador do Botafogo, Miguel Ângelo da Luz, fez mais uma visita ao Estádio Olímpico João Havelange, nessa terça-feira. Lá, ele se encontrou com representantes da Federação de Atletismo do Rio de Janeiro, já visando o projeto de revitalização do local.

Em uma reunião com o Diretor Técnico da Farj, Nelson Rocha dos Santos, o gestor de tecnologia da informação, Pedro Ferreira, e a secretária geral da entidade, Mônica Bittencourt, eles conversaram muito, discutiram projetos e a viabilização de uso do Engenhão para o atletismo, principal meta de Miguel Ângelo à frente do Glorioso.

Como primeiro passo, o Botafogo pretende se re-afiliar a Farj e se tornar parceira da entidade para fazer com que o Engenhão seja um marco para o atletismo brasileiro e mundial. Além da Farj, o Gerente também está mantendo contado com o presidente da CBAt, Roberto Gesta de Mello, que chamou o dirigente alvinegro para Manaus, onde eles se reunirão e tentarão confirmar o Meeting Internacional de Atletismo para o Engenhão.

“O Engenhão é um patrimônio do Botafogo e um legado para a cidade. Quero ver isso aqui invadido por crianças correndo, saltando, arremessando. Esse é o meu objetivo. Além disso, precisamos formar ídolos, exemplos para os mais jovens. Então, precisaremos também de atletas de renome”, explicou.

Para Miguel, a parceria com a Federação e a Confederação, além de a parceria com iniciativa privada, fará com que o projeto vá para frente.

“Precisaremos de profissionais qualificados para treinar esses garotos. Queremos entrar em parceria, como fizemos com o Roberto Gesta, da CBAt, que se mostrou à disposição para colocar os aparelhos necessários para o atletismo aqui no Engenhão, O presidente do COB, Nuzman, também me ligou para elogiar a iniciativa”, afirmou.

E não é só o atletismo que será beneficiado. Miguel planeja também ver outros esportes sendo praticados no Engenhão.

“Temos muito espaço no estádio e seu entorno. Têm esportes, como lutas, que é necessário o tatame apenas, e o tênis de mesa, que em um espaço curto cabem várias mesas, que podem ser praticados aqui”, explicou.



Gabriel Branco