Notícias
Trabalho acima de tudo

Destaque do Botafogo no clássico contra o Flamengo, Renan viveu hoje um dia de tranquilidade.  Parabenizado por ter feito grandes defesas e defendido um pênalti, o goleiro não se empolgou com os elogios e tapinhas nas costas.  Sabe que mesmo depois de ter sofrido com críticas nos últimos jogos, o futebol premia quem trabalha sempre da mesma forma, sem se empolgar com as vitórias ou se abater com as derrotas.

 

“Estou muito feliz com o meu momento, com o campeonato que estou fazendo. Ontem fui aplaudido, antes já fui vaiado. Isso é normal no futebol. Independentemente da idade do jogador, um dia as coisas dão certo, em outro não.  O Obina que já foi tão aplaudido, ontem saiu vaiado. Isso é normal”, disse.

 

Um dos motivos para as vaias sobre o atacante do Flamengo foi a perda de um pênalti que daria o empate aos rubro-negros. Para Renan, não havia motivos para as vaias. Segundo ele, Obina bateu bem e o mérito foi todo seu.

 

“As pessoas esquecem do goleiro. Acho que ele bateu bem, mas eu fui bem na bola e peguei. Fui perfeito. Senti onde ele iria bater e pulei no canto certo. Acredito que foi mais mérito meu do que erro dele”, finalizou.



Bernardo Peirão


Últimas

(19/07 – 20h30) Bota sofre empate injusto contra o Fla
(19/07 – 20h30) Bota sofre empate injusto contra o Fla
(18/07 14:30) Duelo de gigantes
(18/07 14:15) Bota pronto para o Clássico
(17/07 – 17h12) Bota perde na taça BH